30/05

Se tem uma coisa que todo mundo tem em comum, é o fato de que ninguém gosta de pegar fila. Mas, a fila para comer o acarajé da Dinha não é sem razão. O tabuleiro tem mais de oito décadas e é um dos mais famosos da cidade. Além do acarajé, há bolinho de estudande e cocada puxa-puxa. Aberto desde 1937, ele fica localizado na Rua João Gomes, s/nº, Largo de Santana, Rio Vermelho.

Nessa função a mais de quatro décadas, o Acarajé da Regina conquistou o Segundo lugar no VEJA COMER & BEBER edição 2018/2019. Mas, nem só de acarajé vive o tabuleiro da baiana, quem gosta de adoçar a boca encontra também os típicos bolinho de estudante e cocada branca. Aberto desde 1973, Regina dos Santos Conceição divide o seu tabuleiro em dois bairros. Você pode encontrá-la no Largo de Santana, s/nº, Rio Vermelho, ou, Rua da Graça, s/nº (em frente ao Di Mercato).

Aberto em 1967, o acarajé da Cira é um dos mais famosos de Salvador, tão famoso que atualmente é vendido em cinco pontos na cidade. Para sobremesa, o tabuleiro da baiana Jaciara Jesus dos Santos, conta com cocada e doce de tamarindo. Os dois pontos mais procurados ficam na Rua Aristides Milton, s/nº (em frente à Ladeira do Abaeté), Itapuã, e no Largo da Mariquita, Rio Vermelho.

Dentre os famosos, aberto em 1992, a baiana Tânia Nery toca o tabuleiro de sua família com acarajé e abará completos, recheados com vatapá, caruru, camarão, salada e pimenta. Entre os doces, há bolinhos de estudante, de aipim e de coco com maracujá, além da famosa cocada puxa puxa e do doce de tamarindo. Você pode encontrá-la na Avenida Oceânica, s/nº, Farol da Barra.

O Monte Pascoal está a poucos metros do acarajé da Tânia Nery, para se hospedar conosco entre em contato por WhatsApp: (71) 9 9907-1043 ou por e-mail: reservas2@montepascoal.com.br e garanta, além do melhor preço, vantagens exclusivas em reservar direto com o hotel.